Equipes de busca identificaram a possível localização do avião que caiu no mar na segunda-feira (29) minutos depois de decolar de Jacarta, na Indonésia. O chefe dos trabalhos afirmou nesta quarta (31) que especialistas tentam agora identificar as várias partes de corpos que foram recuperados. O Boeing 737 tinha apenas dois meses de uso e 189 pessoas estavam a bordo.

“Nesta manhã, fui avisado pelo chefe da Agência de Busca e Resgate sobre a forte possibilidade da localização das coordenadas [do voo JT 610]”, disse o chefe das Forças Armadas, Hadi Tjahjanto. O chefe do Comitê de Transportação em Segurança, Soerjanto Tjahjono, disse à imprensa que os sinais detectados pelas equipes de busca certamente são do gravador de voo da aeronave.

Na noite de terça (30), um objeto de 22 metros foi encontrado no fundo do mar. Mergulhadores irão a 32 metros de profundidade para estudá-lo. Segundo o oficial da Marinha Haris Djoko Nugroho, o achado é “grande o suficiente” para ser da fuselagem. Especialistas da empresa que fabrica a aeronave devem acompanhar a investigação.

Segundo o governo, 48 sacos mortuários com restos humanos já foram enviados para a polícia, que deve identificá-los em até oito dias. Muitos dos parentes dos passageiros já forneceram amostras de DNA para comparação pelas equipes de perícia.