O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, começou a enviar 5.200 homens do Exército norte-americano para a fronteira com o médico. A medida tem como objetivo impedir que a caravana de migrantes entre no país.

Segundo a rede CNN, as tropas vão se juntar a mais de 2 mil homens da Guarda Nacional, que já estão na fronteira — o que eleva o número para 7 mil. A rede de televisão norte-americana destaca ainda que esse número é maior do que o que está lutando contra o Estado Islâmico no iraque e na Síria.

De acordo com o general Terrence O’Shaughnessy, que lidera o Comando Norte dos EUA, os agentes vão reforçar a segurança da fronteira no Texas, seguido pelo Arizona e Califórnia. “Acho que o presidente (Donald Trump) deixou claro que a segurança na fronteira é questão de segurança nacional”, disse o general em uma entrevista coletiva em Washington.