As autoridades da Indonésia confirmaram nesta quinta-feira (01) que uma das caixas-pretas do avião da companhia aérea Lion Air que caiu na última segunda foi recuperada. O acidente matou todos os 189 ocupantes da aeronave.

A caixa-preta foi encontrada a 30 metros de profundidade, depois que detectaram um sinal consistente nas águas do cabo Karawang, perto de Jacarta, caiu a aeronave.

O diretor-geral da Agência Nacional de Busca e Resgate da República da Indonésia (Basarnas), Muhammad Syaugi, disse aos jornalistas que os mergulhadores encontraram o gravador de dados de voo. A busca continua pelo gravador de voz da cabine.

 

O dispositivo entregue para a Comissão Nacional de Segurança dos Transportes (KNKT) que deve demorar cerca de seis meses em analisar os dados, mas planeja publicar um relatório preliminar dentro de um mês, de acordo com a Agência EFE.

Por enquanto, as equipes de buscas retiraram 56 sacos com restos mortais de pelo menos dez pessoas, segundo os últimos dados da Basarnas.

O voo JT 610 desapareceu dos radares na manhã da última segunda-feira, 13 minutos depois de decolar do aeroporto de Jacarta com destino a Pangkal Pinang.